Capacidade de resposta hospitalar durante epidemias

Citation: Rathnayake D, Clarke M, Jayasooriya L. Hospital surge capacity: The importance of better hospital pre-planning to cope with patient surge during dengue epidemics – A systematic review. International Journal of Healthcare Management 2019; 1-8 (published online 21 November 2019)

O que é isto? Um grande desafio para quem responde à COVID-19 é o aumento da procura de cuidados hospitalares. Este resumo é de uma revisão sistemática da capacidade de resposta hospitalar para epidemias de dengue, que pode fornecer perspetivas para o surto com a COVID-19.

Os autores desta revisão sistemática pesquisaram artigos publicados de 2000 a 2018 sobre a gestão de resposta a nível hospitalar durante epidemias de dengue. Restringiram a sua pesquisa ao inglês, francês e português (por causa da sua familiaridade com esses idiomas) e fizeram as suas pesquisas em dezembro de 2018. Identificaram 18 estudos elegíveis e tiraram as seguintes conclusões a partir deles.

O que funciona: planeamento específico do contexto de expansão do serviço e estratégias de triagem inversa devem ajudar os hospitais a lidar com o surto de pacientes durante epidemias de doenças infeciosas.

A necessidade de aumentar a capacidade e a funcionalidade foram duas abordagens estratégicas intrínsecas para lidar com o surto na maioria dos planos de resposta. Isto pode incluir formação, redistribuição de pessoal existente com turnos de trabalho alargados dentro das instituições e recrutamento de pessoal de outras instituições, do setor privado ou da sociedade civil.

Proporcionar facilidades extra para pessoal adicional foi importante para manter a prestação de serviços.

A necessidade de aumentar os fornecimentos médicos e não médicos foi notada como chave para os aspetos logísticos da capacidade de resposta.

Pode ajudar a delegar a autoridade para tomar decisões relevantes para atividades organizacionais aos administradores hospitalares, para evitar atrasos reportados quando protocolos usuais para gestão da logística são usados durante emergências.

Estruturas de comando e controlo com bom funcionamento devem apoiar uma ação rápida e eficaz numa situação de surto

Uma infraestrutura de telecomunicação para vigilância e comunicação de risco num hospital é vital para o controlo de surtos.

O que não funciona: Foram encontrados problemas na mobilização da força de trabalho devido a razões administrativas, talvez refletindo uma falta de detalhes específicos sobre o processo de recrutamento de pessoal numa emergência.

O que é incerto: Nada observado.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Add yours ↓

Comments are closed.