Intervenções para melhorar o cumprimento das práticas de higiene das mãos

Citation: Gould DJ, Moralejo D, Drey N, et al. Interventions to improve hand hygiene compliance in patient care. Cochrane Database of Systematic Reviews 2017; (9): CD005186.

O que é isto? A chegada de um novo vírus respiratório, como o COVID-19, é sucedida por um tempo de desenvolvimento de vacinas e tratamentos, e estes podem ter um efeito limitado na contenção ou interrupção da propagação do vírus. Portanto, identificar e garantir boas práticas, por exemplo, na higiene das mãos é importante para interromper ou reduzir a sua propagação.

Nesta revisão sistemática Cochrane, os autores procuraram estudos de eficácia comparativa (ensaios aleatórios e não aleatórios, comparações de resultados antes e depois do estudo, análises de séries temporais interrompidas) de intervenções para melhorar a conformidade dos profissionais de saúde com as práticas de higiene das mãos.  Não restringiram por idioma de publicação e realizaram as suas investigações mais recentes em outubro de 2016, identificando 26 estudos elegíveis.

O que funciona bem: intervenções multimodais utilizando algumas ou todas as estratégias recomendadas pela OMS (gel para as mãos à base de álcool no momento do atendimento ou levado por um profissional de saúde, formação e educação, observação e feedback sobre o desempenho, avisos (ex. cartazes) e apoio administrativo) podem melhorar ligeiramente o respeito pela higiene das mãos e, em alguns casos, as taxas de infeção.

A introdução feedback sobre o desempenho , educação ou sugestões podem melhorar o respeito pela higiene das mãos e reduzir as taxas de infecção e de colonização.

A colocação de gel à base de álcool perto do ponto de uso pode melhorar a conformidade com a higiene das mãos.

O que não funciona bem: nada anotado.

O que é incerto: não está claro se muitas das intervenções têm efeitos nas taxas de infeção.

Add Comment Add yours ↓

Submit a comment