Redes sociais online para ajudar a rastrear uma pandemia

Citation: Al-Garadi MA, Khan MS, Varathan KD, et al. Using online social networks to track a pandemic: A systematic review. Journal of Biomedical Informatics 2016 62 1-11

De que se trata? A popularidade das redes sociais – por ex.Twitter, Facebook, etc. – tem disseminado informações sobre a propagação do COVID-19. Estas plataformas também podem ser utilizadas para rastrear a propagação de doenças infeciosas quase em tempo real e têm sido usadas diversas abordagens metodológicas para detetar e rastrear uma pandemia usando as redes sociais online.

Os autores desta revisão sistemática utilizaram as redes sociais online para pesquisar artigos sobre métodos de deteção e rastreio de pandemias de doenças infeciosas. Restringiram a sua pesquisa a artigos publicados em inglês entre 2004 e 2015. Identificaram 20 estudos elegíveis.

O que funciona: As plataformas de redes sociais online podem ser utilizadas para desenvolver sistemas de vigilância quase em tempo real de uma pandemia.

Existe uma elevada correlação entre os sistemas de vigilância utilizando redes sociais online e os sistemas tradicionais oficiais de vigilância.

Os dados temporais e geográficos podem fornecer alguma indicação sobre a propagação da pandemia.

Os dados de base da maioria dos estudos foram retirados do Twitter, sobretudo devido à capacidade de obter dados públicos adequados e a riqueza de dados pode assegurar um sistema de rastreio pandémico apropriado.

O que não funciona: Embora estas ferramentas forneçam dados complementares quase em tempo real para auxiliar no rastreio da propagação temporal e geográfica de uma pandemia, não devem substituir os sistemas de vigilância em tempo real de uma pandemia.

O que não é claro: Não foi possível obter dados representativos coletivos devido a uma cobertura populacional insuficiente.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Add yours ↓

Comments are closed.